Biópsia de Próstata

Biópsia de próstata

Para que serve a biópsia de próstata?

 

A biópsia de próstata serve para diagnosticar histologicamente o câncer

de próstata e informar o grau de Gleason.

 

Quem deve fazer a biópsia?

A biópsia da próstata costuma ser indicada para pacientes com elevação do PSA ou quando a próstata apresenta consistência alterada ao toque retal.

 

PSA elevado: estou com câncer?

O PSA costuma estar aumentado em casos de câncer de próstata, porém também se eleva em diversas doenças da próstata, inclusive a prostatite. Entretanto, é obrigatório se fazer exames para avaliar a possibilidade de câncer de próstata.

Como é feito o exame?

O paciente é sedado e dorme durante todo o procedimento, portanto não tem qualquer desconforto. Uma ultrassonografia é realizada por via retal (figura) e, com auxílio de uma agulha, o médico retira de 12 a 24 fragmentos da próstata. O procedimento dura em média 10 minutos.

 

Como é o preparo antes da cirurgia (pré operatório)?
 

1- Exames pré-operatórios: - Glicemia; hemograma; uréia; creatinina; Na;K; TP; TTPa; Cultura de urina: Radiografia de tórax e ECG.

A depender das doenças do paciente outros exames podem ser necessários.

2- Dieta habitual, evitando-se comidas gordurosas, bebidas alcoólicas ou gaseificadas. Jejum de 8 horas antes da cirurgia é necessário para evitar complicações anestésicas. 

3- Uso de antibióticos serão necessários para evitar infecção da próstata (prostatite pós biópsia). Normalmente é prescrito Cirpofloxacina 500mg de 12/12h, iniciando-se 01 dia antes do procedimento. Além disso é recomendado utilizar 02 supositórios de glicerina na noite anterior ao procedimento para esvaziar o reto.

4- As medicações de uso rotineiro são geralmente mantidas, porém existem algumas excessões que devem ser suspensas caso seja necessário. Seu médico anestesiologista informará.

Prostatectoma radical

Não faça tricotomia (raspagem dos pelos), pois não é necessário para esse procedimento.

  • Depois da biópsia

A dieta é reiniciada logo após a recuperação da anestesia, quando o paciente estiver bem acordado. Deverá ser leve, rica em fibras ,e com pouca gordura e condimentos, para facilitar a digestão e esvaziamento intestinal.

A alta costuma ocorrer no mesmo dia, logo após a recuperação da anestesia.

 

Repouso relativo é indicado devendo-se evitar pegar peso ou exercícios físicos por 07 dias. Retorno ao trabalho geralmente ocorre de 1 a 5 dias.

Medicações para dor ou antibióticos podem ser necessários a depender da evolução de cada paciente.

É normal sangramento leve nas fezes, na urina ou no semem.

 

Não é normal

 

Sangramento intenso via retal não é normal.

Febre e calafrios não é normal.

 

Caso isso ocorra, entre em contato com seu médico